Direção da Santa Casa e Vigilância Epidemiológica esclarecem caso suspeito de coronavírus em Cachoeira Paulista

Nesta quinta-feira (12), o Dr. Diego Andrade Melo, Médico, Clinico Geral e diretor técnico da Santa Casa de Cachoeira Paulista e a diretora de Vigilância Epidemiológica, Maria Ângela, conhecida como Thata, esclareceram alguns pontos importantes a respeito do caso suspeito de coronavírus registrado em Cachoeira Paulista.

Em informações oficiais, a direção de saúde de Cachoeira Paulista explica que, neste momento delicado por todo o mundo, por conta da epidemia do vírus, é imprescindível a procura por informações vindas de fontes oficiais para que não causem alarde no município com notícia fraudulentas.

No caso de Cachoeira Paulista, houve o comunicado oficial da Prefeitura, no último dia 10 de março, a respeito do caso suspeito de coronavírus no município. A responsável pela Vigilância Epidemiológica, explica que, na verdade, a senhora não é uma turista que veio para a Canção Nova, trata-se de uma moradora do município há 5 anos.

Segundo informações oficiais, a senhora teria retornado da Itália no dia 1 de março, e começou apresentar sintomas, como falta de ar, no dia 09. Ainda de acordo com informações, assim que ela retornou para o Brasil e mesmo sem nenhum caso aparente, a senhora já estaria com luvas e máscara e não houve, nesse tempo, contato direto com outros moradores da cidade, tendo em vista que ela mora sozinha em Cachoeira Paulista.

A paciente em caso suspeito da doença ainda está em observação em casa, pois aguarda o resultado vindo do Instituto Adolfo Lutz, o resultado pode vir a qualquer momento, e de acordo com a Vigilância Epidemiológica, assim que sair a população será informada. O quadro do caso suspeito é estável e ela permanece em isolamento em casa e em observação. “Se ela estivesse em um caso preocupante, estaria aqui na Santa Casa em isolamento ou na UTI, mas não é a realidade”, comenta Dr Diego.

Para o Doutor, todos devem se manter vigilantes aos sinais e tomar as precações necessárias para evitar o contágio do vírus nesse momento, porém, é preciso também manter a calma, “pedimos que as pessoas venham até a Santa Casa apenas se necessário, tendo em vista que a própria Santa Casa é um local de fácil contágio de doenças, e, quanto maior aglomerado de pessoas, mais perigoso é”, esclarece em entrevista. Ele também explica que já é de obrigatoriedade a utilização de máscaras para todos os funcionários da saúde, e as demais precações também já estão sendo tomadas.

Por conta da propagação rápida da doença em todo o mundo, a partir de agora, o país decretou que não somente quem viajou para o exterior e apresentou qualquer sintoma da doença estará com suspeita do Covid-19, e sim, qualquer pessoa que  apresentar os sinais.  “Então na verdade a nossa finalidade é que a população entenda a gravidade da situação e não propague notícias falsas ou mal averiguadas a respeito disso, e sim, espere comunicados oficiais como esse”.

O Ministério da Saúde divulgou na última quarta-feira (11), um comunicado oficial a respeito de prevenção do aumento dos casos no país, confira abaixo:

 

Foto de Capa: Márcia Foletto / Agência O Globo